Cirurgia Íntima - Cirurgia na Região Genital - Clínica Landecker

Recebemos sua solicitação. entraremos em contato em breve.

Obrigado!

A cirurgia íntima feminina (ou cirurgia na região genital) é indicada para tratar problemas de saúde ou por motivos estéticos, quando a paciente sente um incômodo com o formato natural da vulva.

Trata-se de uma cirurgia que visa melhorar o aspecto do órgão íntimo, como a redução dos pequenos lábios da vulva. O Brasil é um país recordista mundial em plásticas íntimas.

Como é feita a cirurgia íntima feminina?

A cirurgia íntima consiste em uma intervenção cirúrgica de pequeno porte e, em alguns casos, a paciente pode retornar para casa no mesmo dia, sem a necessidade de internação.

O procedimento costuma durar uma hora e o cirurgião plástico pode aplicar anestesia local ou geral. Além disso, os pontos são geralmente absorvíveis, ou seja, não precisam ser retirados pelo profissional médico, o que facilita bastante o processo de cicatrização.

Vale destacar também que as cicatrizes deixadas por essa cirurgia tendem a ser bastante discretas, quase imperceptíveis.

A Técnica

01

Indicação

É indicada para tratar problemas de saúde ou por motivos estéticos para estabelecer uma anatomia mais natural a região íntima.

02

COMO É FEITA?

A cirurgia é realizada na borda dos pequenos e ou grandes lábios, com a retirada da pele excedente.

03

RESULTADO

O resultado esperado é a melhora na flacidez do tecido dos pequenos lábios e a melhora da anatomia da região da vulva e vagina.

Quais são as indicações da Cirurgia Íntima Feminina e o resultado?

A cirurgia íntima feminina é um procedimento que possui vários benefícios, apresentando resultados positivos para a saúde da mulher, a higiene e, consequentemente, a estética do órgão.

Pacientes que possuem infecção ativa na região vaginal – como corrimento – devem realizar o tratamento antes do procedimento cirúrgico. Além disso, esse tipo de cirurgia não é indicado para pacientes que possuam doenças crônicas, pois este é um fator agravante que pode gerar complicações em qualquer tipo de procedimento cirúrgico. No caso de fumantes, a abstinência é recomendada por cerca de dois ou três meses antes da cirurgia íntima.

É possível analisar os primeiros resultados da cirurgia íntima feminina pouco tempo após o procedimento, como, por exemplo, visualizar a vulva com lábios reduzidos e um aspecto rejuvenescido.

Quais são os tipos de Cirurgia Íntima Feminina?

Embora muitas pessoas não saibam, existem diversos tipos de cirurgia íntima feminina. Confira quais são os três principais:

– Redução do Monte de Vênus:
Monte de Vênus é o termo informal que classifica a região logo acima do órgão genital feminino, onde se localizam os pelos pubianos e o início dos grandes lábios vaginais. Em algumas mulheres, o Monte de Vênus pode se apresentar de maneira mais proeminente, podendo resultar em um aspecto indesejado na região.

Em determinados casos, essas proeminências podem ser percebidas mesmo com o uso de calças e outras peças de roupa utilizadas para mascarar o problema. A cirurgia de redução do Monte de Vênus tem como objetivo reduzir o desconforto estético nesta região do corpo.

– Redução dos Grandes Lábios Vaginais:
A cirurgia plástica íntima para redução dos grandes lábios vaginais é indicada para pacientes que apresentam hipertrofia ou flacidez nessa região. Essa situação pode resultar em alteração estética da genitália feminina e, consequentemente, no constrangimento durante o ato sexual. O procedimento visa a redução do tamanho dos grandes lábios para corrigir a alteração estética, sem comprometer a funcionalidade dos mesmos.

– Redução dos Pequenos Lábios Vaginais:
A ninfoplastia ou labioplastia é uma técnica cirúrgica desenvolvida para reduzir os pequenos lábios vaginais. Ela é indicada para pacientes que manifestam quadros de hipertrofia dos pequenos lábios, resultando em desconfortos físicos ou estéticos. Esta é uma condição ginecológica bastante comum entre mulheres de diferentes faixas etárias ou etnias, e pode levar a uma sensação de constrangimento no momento da relação sexual.

Como é o pós operatório da cirurgia íntima feminina?

Para a grande maioria das técnicas de cirurgia íntima feminina, indica-se o uso de analgésicos tradicionais no período de tratamento pós-cirúrgico, visto que este não é um procedimento doloroso e não possui longo tempo de duração.

Algumas pacientes podem observar edemas e roxidão na região operada nos primeiros dias após o procedimento. Esses sintomas costumam regredir em um prazo máximo de 15 dias.

Especialmente após a cirurgia de Monte de Vênus, algumas mulheres podem observar migração do edema na região para os grandes lábios, situação que também costuma regredir facilmente.

Na maioria dos casos, é recomendado um período de três dias de repouso completo após a cirurgia, para evitar qualquer tipo de movimentação na região íntima. Após esse prazo, as mulheres já podem retornar para suas atividades usuais. O retorno às atividades sexuais, tal como os exercícios físicos, só é possível 30 dias após a cirurgia e só devem voltar a ser praticadas com a liberação médica.

Quando alguma complicação é observada após esses procedimentos, elas são representadas na forma de hematomas e infecções locais, assim como a abertura dos pontos cirúrgicos antes do período da cicatrização.

 

Cirurgia íntima feminina e a escolha correta de um médico especialista

Por se tratar de uma cirurgia plástica, a cirurgia íntima feminina pode ser um procedimento realizado com um cirurgião plástico.

Para escolher uma clínica de cirurgia plástica que tenha um profissional competente, saiba que existem algumas obrigações. Geralmente, as clínicas oferecem, além de procedimentos cirúrgicos, outras opções de tratamentos corporais e contam com o auxílio de um médico responsável, normalmente um cirurgião plástico.

Todo cirurgião plástico precisa ser, obrigatoriamente, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Além disso, entender a especialidade do médico pode fazer toda a diferença na escolha. Para isso, basta conferir os trabalhos publicados pelo profissional e sua participação em congressos.

Outro ponto importante é, se possível, conferir os resultados atingidos pelo profissional com antigos pacientes. Este é um processo minucioso, mas que pode evitar frustrações e garantir sua segurança antes e depois do procedimento.

Você está pensando em realizar alguma cirurgia íntima para melhorar a sua relação com seu corpo? Preencha o formulário abaixo ou clique aqui para conversar com a nossa equipe pelo WhatsApp.

A chave da beleza é a harmonia.

A chave da beleza é a proporcionalidade, ou seja, a harmonia. O cirurgião plástico estipula uma margem de formatos e volumes considerando as características de cada um, além das preferências de cada paciente.

agende sua consulta





    Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

    É necessário aceitar os termos de Política de Privacidade