Rinoplastia: quanto tempo dura a recuperação? - Clínica Landecker

Como é a recuperação em rinoplastia?

Uma das grandes preocupações de muitos pacientes é em relação ao que acontece depois que a rinoplastia é realizada. Como será o pós-operatório? Após quanto tempo é possível identificar os resultados? Quais são as contraindicações? Essas são algumas perguntas comuns que podem surgir ao longo do processo.

Por isso, neste texto, eu vou responder as principais dúvidas sobre o assunto e explicar o passo a passo da recuperação. Lembrando que é essencial que o paciente siga as orientações e prescrições médicas rigorosamente.

Existe diferença entre a recuperação da rinoplastia primária e secundária?

Em geral, o processo de recuperação da rinoplastia primária e secundária são iguais. Em ambos os casos, é importante que o médico acompanhe minuciosamente a recuperação do paciente, até porque cada organismo responde de forma diferente e os efeitos do tecido de cicatrização sobre o novo nariz são imprevisíveis. 

A visita frequente ao cirurgião, durante o pós-operatório, é fundamental para controlar a formação de fibrose na região.

Quanto tempo dura a recuperação?

A análise do resultado final requer paciência. Cerca de 75% do inchaço local desaparece nos três primeiros meses. Mas, a totalidade do inchaço só desaparece após um ano.

Alguns resultados parecem excelentes após 1-2 meses, enquanto outros necessitam de mais tempo para a cicatrização completa. Por isso, é absolutamente fundamental que você evite analisar o resultado precocemente. Afinal, o inchaço tenderá a distorcer o formato do nariz e você estará analisando uma imagem transitória.

Novidades dos curativos para recuperação

Atualmente, existem diferentes tipos de curativos. Dentro do nariz, alguns médicos utilizam um splint nasal feito de silicone, que possui uma canaleta embutida para permitir a passagem de ar. Este splint comprime os tecidos ao redor do septo, visando orientar a cicatrização após a retirada dos enxertos, minimizar o acúmulo de sangue no local e manter o septo retificado.

A grande vantagem é a eliminação da necessidade de usar um tampão, permitindo que o paciente saia do centro cirúrgico respirando pelo nariz. Isso aumenta muito o conforto do paciente durante a recuperação e os splints são retirados após 4-7 dias

Por fora do nariz alguns realizam um curativo com Micropore e uma placa moldável e aderente de alumínio. O curativo, que é retirado após 7 dias, tem como finalidade imobilizar os tecidos esculpidos durante a cirurgia, até que o corpo produza tecido de cicatrização suficiente para manter os ossos e cartilagens em sua nova posição

Passo a passo do pós-operatório: de que forma a rotina do paciente é alterada durante a recuperação?

É muito importante que após a cirurgia, o paciente não tome nenhum medicamento sem o conhecimento do seu médico. Os medicamentos fornecidos na prescrição são suficientes para aliviar a dor, inchaço e as equimoses (manchas roxas). O uso de outros medicamentos pode gerar graves complicações; portanto, entre imediatamente em contato com o seu médico em caso de dúvida.

Visando reduzir o inchaço após a cirurgia, é necessário manter a cabeça SEMPRE elevada. Por isso, procure dormir com 2 travesseiros por 2 semanas. Você pode dormir numa posição quase de lado, desde que o nariz não seja pressionado/deslocado pelo travesseiro.

Dia seguinte

Após a cirurgia o paciente pode realizar atividades comuns que não exijam esforço físico e sempre tomando o máximo de cuidado possível. É permitida a utilização de cremes hidratantes na face já no dia seguinte à cirurgia. Esses hidratantes devem ser neutros e não podem possuir ácidos em sua formulação.

O paciente pode realizar pequenas caminhadas dentro de casa, acompanhado de um responsável. Além disso, durante o banho o rosto não deve ser molhado. Para remover a oleosidade e/ou limpar a pele da face, use uma gaze ou algodão embebido em sabonete líquido (ex. Cetaphil). A lavagem cuidadosa dos cabelos (numa pia tipo cabeleireiro, sem abaixar a cabeça) também é permitida, com cuidado para não molhar o curativo nasal.

Primeira semana

É comum que nos primeiros dias após a cirurgia haja um pequeno sangramento nasal. Caso isso aconteça, procure repousar com a cabeça elevada e troque a gaze colocada embaixo do nariz quantas vezes julgar necessário. Também é importante que se evite coçar o nariz e se o sangramento continuar ou aumentar, ligue imediatamente para o seu médico.

Mantenha repouso absoluto por 7 dias. Uma sensação de cansaço é esperada neste período, especialmente devido aos medicamentos usados na anestesia. Portanto procure descansar adequadamente e se alimentar bem.

O inchaço atinge seu pico no terceiro dia, mas não se desespere. Tanto o inchaço quanto as manchas roxas diminuem com muita rapidez após o terceiro dia. Durante esses dias, é fundamental massagear a região das bochechas (abaixo da pálpebra inferior) utilizando gelo. Isto deve ser feito de forma intensiva: no mínimo 6 vezes ao dia por 15 minutos. Quanto mais vezes esta terapia for feita, mais rápida será a sua recuperação.

É indicada a utilização de um conta gotas, como o soro fisiológico, em cada narina a cada 4-6 horas para manter as canaletas do splint limpas. Neste momento, você sentirá a passagem do líquido pela garganta e não há problema em engoli-lo. Isto deve ser realizado até a retirada dos splints e deve ser feito de forma intermitente (a cada 6 horas) por mais 7 dias.

Os curativos e pontos são removidos no consultório após 5-7 dias. Em alguns casos, um novo curativo (apenas de Micropore) poderá ser confeccionado pelo médico e deverá ser mantido por mais 7 dias.

O retorno ao trabalho é permitido após esse período.

Segunda semana

Durante as primeiras 2 semanas, mantenha a parte interna das narinas e as suturas limpas utilizando um cotonete embebido em água oxigenada e em seguida, utilize uma pomada antibiótica.

Isto evitará que crostas se formem e atrasem o processo de cicatrização. Para não causar sangramentos, não introduza o cotonete demasiadamente no nariz. Apenas a cabeça de algodão do cotonete é suficiente. Não tente remover crostas profundas que podem obstruir a passagem do ar. Estas serão removidas no consultório pelo médico.

Não utilize bebidas alcoólicas durante as primeiras semanas, visando acelerar a reabsorção do inchaço e evite as relações sexuais nesse tempo.

Terceira semana

Na maioria dos pacientes, o lábio superior apresenta uma “paralisia” após a cirurgia. Isto faz com que o sorriso se altere e o lábio pareça “pesado”. Esta alteração se deve ao acúmulo de inchaço e às técnicas utilizadas para esculpir a ponta do nariz. Não se assuste, pois os movimentos labiais retornam gradualmente em até 3-4 semanas após a cirurgia.

Procure utilizar roupas com botões, devido à facilidade de colocação e retirada. Evite camisetas e pullovers por esse período para evitar a chance de traumatismo no nariz.

Um mês após a cirurgia

É indicado que não seja realizado nenhum esforço físico significativo nesse período. Além disso, é fundamental não fumar durante a recuperação já que as substâncias contidas no cigarro causam vasoconstrição. 

Essas substâncias diminuem o fornecimento de elementos fundamentais para o processo de cicatrização, como proteínas, vitaminas e oxigênio. Consequentemente, a qualidade das cicatrizes costuma ser pior, além de haver maior risco de necrose de pele e infecção.

Como cuidar do emocional durante o pós-operatório?

É importante que o paciente não tenha receio em falar sobre a forma que ele imagina que o novo nariz deva ter, pois é função do médico discutir as possibilidades e fazer com que as expectativas do paciente se adaptem à realidade. Além disso, é essencial alinhar as expectativas do paciente, evitando o sentimento de ansiedade.

Eu sempre brinco com meus pacientes que o nariz é como uma casa que está em reforma e não dá para analisar a reforma da casa antes da colocação do piso, da pintura, das cortinas, etc. Por isso é muito importante esperar o tempo necessário, até que o nariz desinche, para que você consiga analisar corretamente os resultados de uma rinoplastia.

Uma conduta que usamos aqui no consultório é sempre ter uma psicóloga avaliando todos os nossos pacientes, tanto antes como depois da cirurgia para oferecer o suporte necessário antes e após o procedimento.

A importância do planejamento para realizar uma cirurgia de nariz

Antes de realizar uma rinoplastia, é importante que o paciente faça uma pesquisa minuciosa para se informar a respeito da cirurgia, quais são suas implicações, as diferenças entre cada técnica e qual o cirurgião mais indicado.

A rinoplastia deve ser realizada por um médico especialista nesse tipo de cirurgia, tendo como princípio básico a construção de um nariz bonito e funcional. É importante que o cirurgião escolhido, acompanhe o paciente durante todo o período da cirurgia, esclarecendo suas dúvidas e orientando-o corretamente.

Mas, para além da escolha do cirurgião, existem aspectos relacionados ao psicológico do paciente que precisam ser considerados. O  nariz está no centro do rosto, então ele é responsável por grande parte da harmonia facial dos pacientes. Diante desse fato, é importante lembrar que a maioria dos pacientes que desejam mudar o nariz vem com grandes incômodos.

Existem alguns aspectos psicológicos que são muito importantes. O primeiro deles é que pacientes que têm depressão ou alguma doença psiquiátrica não compensada através de medicamentos e/ ou terapia não devem ser operados..

Não é possível resolver conflitos ou problemas externos através da rinoplastia. Em alguns casos, a cirurgia oferece um bem-estar transiente, ou seja, amenizando problemas relacionados à depressão e ansiedade por um breve tempo, mas após esse período, os sintomas voltam.

Pacientes que têm depressão, transtorno obsessivo compulsivo, ansiedade, ou qualquer outro distúrbio psiquiátrico não compensado, devem ser encaminhados a um psiquiatra ou psicólogo para compensação.

As cirurgias plásticas, são indicadas para melhorar a relação do paciente com sua própria imagem, mas não devem ser utilizadas como válvula de escape para outros problemas.

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e melhorando nosso desempenho. Saiba mais.