Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada - Clínica Landecker

A rinoplastia é um procedimento cirúrgico que permite reparar alterações no nariz, com oobjetivo de harmonizar os  traços do rosto e melhorar a autoestima do paciente. Além disso, a rinoplastia é procurada para corrigir problemas que prejudicam a qualidade de vida da pessoa. 

Saiba tudo sobre rinoplastia no guia prático de cirurgia no nariz

Veja como é o procedimento de escultura da ponta do nariz. Continue lendo o artigo!

Como se faz a rinoplastia da ponta do nariz? 

O primeiro passo da técnica estruturada pela via aberta que a gente usa é evidentemente abrir o nariz. Quando você abre o nariz você consegue fazer uma série de coisas.

A primeira delas é que você consegue afinar a pele, se necessário. Com muito cuidado a gente pega uma tesourinha e tira os excessos de gordura que tem embaixo da pele, afinando a pele e oferecendo, dessa forma, uma maior definição.

Relembrando, a pele é o que cobre as cartilagens. Quanto mais grossa essa pele estiver, menor a definição. Por outro lado, quanto mais fina, maior a definição. E a maioria das pessoas querem um nariz com a ponta mais definida.

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

Então após abrir o nariz e fazer essa limpeza na pele a gente visualiza as cartilagens da ponta, então por isso que a abordagem aberta é melhor que a fechada, porque você consegue visualizar sob visão direta o formato das cartilagens alares. 

São duas cartilagens que nascem na base da columela, sobem, dão uma voltinha e se inserem na lateral do nariz.

Quando a gente abre o nariz é possível diagnosticar uma série de coisas, tipo: tamanho, morfologia e orientação dessas cartilagens. São coisas importantes, que guiam o procedimento cirúrgico. Após esse diagnóstico a gente vai para a fase redutora da cirurgia.

Leia também: Cirurgia na orelha: você sabe como deve ser o pós operatório?

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

Como é feito o procedimento da rinoplastia?

Nós tiramos os excessos de cartilagens usando um bisturi bem afiado, deixando no mínimo 6 a 7 milímetros de cartilagem para evitar pinçamento das asas nasais. 

Você tem que ter 6 a 7 milímetros de cartilagem alar nas laterais, dos ramos laterais, que a gente diz, para garantir uma boa sustentação da asa do nariz. Quando a gente vê aqueles narizes muito pinçados, em geral é porque foi retirado demais ali de tecido cartilaginoso.

Após fazer essa escultura, para tirar o excesso de cartilagem, a gente lança mão de pontos de moldagem. A gente, em geral, usa fios absorvíveis, que duram cerca de 6 meses, e a gente usa esses pontos para modelar as cartilagens, oferecendo maior angulação, ou seja, maior definição.

Feito isso, a gente fortalece o esqueleto que sobrou com enxertos de cartilagem que, normalmente, vem do septo, nas rinoplastias primárias, ou da costela, em rinoplastias secundárias.

A gente pega essas fontes de cartilagem e esculpe uma série de vigas de cartilagem. Esse é, na minha visão, um enxerto obrigatório em rinoplastia, que é a estaca columelar, um enxerto de cartilagem colocado atrás da columela e que serve como pilar de sustentação, para garantir a projeção e a rotação da ponta do nariz.

A ideia é que no final da cirurgia você tenha uma rotação e uma projeção da ponta bem definidas. Lembrando que a projeção é o quanto a ponta sai do seu rosto e a rotação é o quão empinada a sua ponta está.

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

Rinoplastia: nariz com ponta empinada e projetada

 

Essa estaca columelar é muito importante para garantir que no final da cirurgia você tenha esses dois parâmetros estáveis. Se necessário a gente usa enxertos também nas laterais, na asa do nariz, para evitar pinçamentos e corrigir eventuais deformidades.

Leia também: Como tratar flacidez da pele? Veja um guia completo

Avisos importantes para cirurgia no nariz

Muito importante: no final da cirurgia, se necessário, usar manobras de camuflagem para evitar o aparecimento de irregularidades a longo prazo. Para isso a gente usa a fáscia temporal, que é retirada aqui do couro cabeludo, ou então, em rinoplastias secundárias, a gente usa pericôndrio, que é o que envolve o tecido cartilaginoso da costela.

A gente usa isso como se fosse um edredom, cobrindo as cartilagens que foram esculpidas e depois a gente coloca a pele de volta por cima do nariz.

Lembrando que narizes femininos precisam ter a ponta mais definida, combina melhor com o rosto feminino, e em narizes masculinos é preferível que a ponta seja um pouco mais robusta para evitar qualquer tipo de feminilização.

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados