Cirurgia de desvio de septo. Quando fazer? - Clínica Landecker

O septo nasal é a estrutura que divide por dentro as duas fossas nasais. Respiração pela boca, dificuldade para dormir, apneia do sono, roncos, dores de cabeça e na face são alguns dos sintomas que podem estar associados ao desvio do septo, que consiste em um distúrbio congênito e que também pode se manifestar durante o desenvolvimento dos ossos, ou resultar de processos inflamatórios, infecciosos, ou cirúrgicos. Mas o que muitos se perguntam, é quando fazer a cirurgia de desvio de septo. Saiba mais neste artigo que preparamos para você.


Após o diagnóstico dado pelo médico otorrinolaringologista, se comprovado que o desvio (quando o septo não está centrado no nariz) prejudica de fato a respiração do paciente obstruindo a passagem de ar, o mesmo deve ser encaminhado a uma cirurgia corretiva.

O que seria hipertrofia de cornetos?

Provavelmente você conhece esse problema como ‘’carne esponjosa’’. Os cornetos são tecidos esponjosos que se encontram dentro do nariz e são responsáveis, dentre outras coisas, por controlar o fluxo do ar. A hipertrofia de cornetos ocorre geralmente por causa de sinusites, rinites, uso indiscriminado de gotas nasais ou pelo próprio desvio septal, indiretamente.

A cirurgia de Rinoplastia Estruturada permite reposicionar o septo no centro do nariz e reduzir os cornetos para o tamanho adequado, restabelecendo o fluxo de ar.

cirurgia de desvio de septo

Esse procedimento visa também unir a função respiratório a estética pois utiliza de enxertos do próprio paciente, normalmente do septo, para estruturar o nariz.

Quando fazer a cirurgia de desvio de septo?

Baseada na visão médica, são basicamente duas as indicações para realizar a cirurgia de desvio de septo: a obstrução nasal significativa e sinusites de repetição. Mas quem deve avaliar o grau de importância de uma possível correção, é o paciente.

Tanto o desvio quanto a hipertrofia de cornetos, se tiverem um impacto significativo na qualidade de vida do paciente, causando incômodo, e dificuldade para realizar a simples tarefa de respirar, a cirurgia pode e deve ser vista como a possibilidade de uma vida melhor.

Em relação à idade, o ideal é que se opere após os 16 anos de idade, quando está encerrada a fase de crescimento septal, a menos que se trate de casos especiais onde há o desvio septal severo.

Eu vou respirar melhor depois da cirurgia?

Sim, com certeza! Mas não será de imediato, pois nas primeiras semanas após a cirurgia de desvio de septo o nariz entope com muita frequência, e a melhora acentuada da respiração será apenas após o primeiro mês.

Pequenos sangramentos nasais também podem ocorrer.

Como ela é realizada?

É realizada sob anestesia geral ou local. O paciente fica internado por pouco tempo, com alta no mesmo dia ou no dia seguinte à cirurgia.

No procedimento uma pequena incisão é feita por dentro do nariz onde é descolada a mucosa que fica sobre a cartilagem e o osso do septo.

As partes desviadas são removidas e a mucosa é recolocada sobre o septo centrado. Pode ser colocado um splint nasal (molde que reposiciona a mucosa nasal e o septo, e é removido em 7 a 10 dias no consultório) e tampões nasais para evitar sangramento, dependendo da técnica cirúrgica empregada.

Atualmente há uma tendência a não se utilizar o tampão nasal quando se opera por vídeo-endoscopia.

O que esperar da cirurgia para correção de septo?

A principal intenção dessa cirurgia é o alívio dos sintomas do paciente promovendo mais qualidade de vida.

cta-landecker

Gostou do nosso artigo? Entre em contato conosco, e tire todas as suas duvidas!

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e melhorando nosso desempenho. Saiba mais.