Lifting facial - Clínica Landecker

Lifting facial: você 10 anos mais jovem

Lifting facial é considerado por muitos uma das cirurgias mais nobres da cirurgia plástica, porque ela lida com o principal cartão de visitas do paciente que é a sua face e o seu sorriso. E o que que é angústia essas pacientes quando elas procuram o médico?

A gente divide o rosto do paciente em 3 terços, terço superior, médio e inferior. Então, o que que aflige os pacientes? No terço superior, em geral, rugas hiperativas e um excesso de pele das pálpebras superiores e, muitas vezes, um excesso de bolsas de gordura e excesso de pele nas pálpebras inferiores.

Isso dá aquele olhar cansado, aquela falta de vivacidade no olhar e é uma coisa que incomoda bastante o paciente, mesmo após uma boa noite de sono ou uso de maquiagem, o paciente continua com aquele olhar cansado.

No terço médio da face o que acontece, os tecidos tendem a descer, tirando o volume que é bonito na maçã do rosto. O que é bonito, no rosto feminino especialmente, é quando você tem as maçãs do rosto altas e bem definidas. Infelizmente, com o envelhecimento, esses tecidos tendem a cair e se depositar mais abaixo, gerando o que a gente chama de bulldog chinês. É quando você tem uma linha no bigode chinês e um acúmulo de tecido que tira a definição do ângulo da mandíbula e isso aflige demais as pessoas que procuram essa cirurgia.

Pescoço

Uma outra coisa importante é a região do pescoço, também é uma das principais queixas. O que acontece é que você pode ter o aparecimento de bandas de platisma, que é quando o músculo do pescoço abre e suas bordas caem, formando aquelas duas linhas em algumas pessoas, quando elas fazem algum tipo de movimento dinâmico.

Você tem também o acúmulo de gordura, que é a papada e a flacidez de pele. Esses são os três principais problemas do pescoço, que também incomodam demais o paciente. Mas, felizmente, a boa notícia é que é possível corrigir todas essas alterações usando a cirurgia de lifting facial.

Como é feito o lifting facial?

Basicamente a gente produz incisões que ficam dentro do couro cabeludo, seguindo as curvas naturais na frente da orelha, seguem por trás da orelha e para dentro do couro cabeludo. São incisões quebradas e escondidas que, quando bem costuradas, não deixam marcas visíveis. É muito, muito difícil você ver essas cicatrizes quando a cirurgia é feita corretamente.

Então a gente faz as incisões, descola um pouquinho a pele e aí a gente reconstrói ou reposiciona os tecidos profundos onde eles deveriam estar, ou onde eles estavam há cerca de 10 anos.

Após fazer esse reposicionamento, que é com pontos mesmo, a gente reposiciona a pele sem tensão, corta os excessos e faz essa sutura com bastante cuidado, visando oferecer aquelas cicatrizes invisíveis conforme eu citei anteriormente.

Resultado natural

O foco dessa cirurgia é naturalidade. As pessoas perguntam como elas vão ficar depois da cirurgia e eu sempre falo: pega uma foto sua de 10 anos atrás, vai ficar exatamente desse jeito.

Quando a cirurgia é feita corretamente, do ponto de vista técnico, você tem um rejuvenescimento de cerca de 5 a 10 anos, sem sinais de cirurgia. Uma boa cirurgia de face é aquela que não dá para perceber que foi feita. A cirurgia boa é aquela em que as amigas vão perguntar o que você fez, porque está com um ar mais descansado, vão se perguntar o que aconteceu. A cirurgia boa não é aquela que você percebe e fala: “opa! Aquela pessoa está com a cara estranha.”

Naturalidade é a coisa mais importante na cirurgia de face.

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados