Plástica no nariz: Mitos e verdades - Clínica Plástica Landecker

A cirurgia plástica no nariz, também chamada de rinoplastia, está entre os procedimentos mais procurados no ramo da cirurgia plástica estética. Sendo assim, há uma grande quantidade de notícias que já foram veiculadas sobre essa cirurgia, o que acabou criando vários mitos e verdades sobre a cirurgia de nariz.

Por isso, para esclarecer as dúvidas e perguntas mais frequentes, reunimos e desvendados alguns mitos e verdades sobre a cirurgia plástica no nariz. Dessa forma, será mais simples entender os detalhes sobre esse procedimento e ter certeza que ele se encaixa no seu caso.

 

Desvende alguns dos mitos e dúvidas mais frequentes sobre cirurgia de nariz

Não. A cirurgia de nariz deve ser feita a partir dos 16 ou17 anos, quando as estruturas ósseas e cartilaginosas do nariz e da face estão plenamente desenvolvidas.

Não. Pelo contrário, o paciente não deve tomar Aspirina, Arnica ou qualquer erva por 14 dias antes da cirurgia. Estas substâncias são anticoagulantes e podem causar grandes sangramentos durante a cirurgia. Já após a cirurgia, a Arnica até pode ser usada depois de 3 ou 4 dias, quando o risco de sangramento é significativamente menor. Porém, muitos médicos acreditam que o risco de sangramento não vale a pena.

Sim, é verdade, porém é um desconforto mínimo. O inchaço na parte interna do nariz diminui o calibre das vias aéreas e consequentemente a passagem de ar. Felizmente, isto melhora bastante após 2-4 semanas e são usados os splints que permitem a respiração normal do paciente imediatamente após a cirurgia.

Temporariamente. A sensibilidade costuma retornar após alguns meses da cirurgia. Mas, em alguns casos, a sensibilidade pode demorar até um ou dois anos para voltar ao normal.

 

Mas, afinal, quais as indicações de uma cirurgia plástica no nariz?

A cirurgia visa corrigir ou reparar o nariz, podendo reduzir ou aumentar o tamanho do nariz, alterar a forma da ponta e do dorso, diminuir o tamanho das narinas, refinar a ponta e alterar o ângulo entre o nariz e o lábio superior. A rinoplastia também pode corrigir defeitos já presentes no nascimento, sequelas de traumatismos e ajudar a resolver problemas respiratórios.

 

 

Baixe nosso e-book

 

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e melhorando nosso desempenho. Saiba mais.