As verdades sobre Radiofrequência - Cirurgia Plástica Landecker

A radiofrequência é um procedimento estético relativamente antigo, que aplica conceitos físicos descobertos no século XIX na melhora da qualidade do tecido da pele. Ela é considerada uma técnica segura, versátil e bastante eficaz.

Para quem ainda não conhece esse procedimento, preparamos esse conteúdo em que vamos apresentar algumas verdades sobre a técnica, ajudando a informar melhor os interessados em usufruir de seus benefícios. Confira!

Radiofrequência: como é feita?

Essa técnica estética é realizada em uma pele limpa, higienizada com um pouco de água e sabão, ou então produtos próprios para limpeza do tecido.

Após essa higiene tópica é aplicada uma camada de vaselina – ou gel de indução próprio para o procedimento – na região a ser tratada.

Aplicadores de correntes de alta frequência são posicionados na pele e ativados para disparar as radiofrequências que vão atuar na região.

A técnica ajuda a aumentar a geração de calor no tecido que se encontra embaixo da pele, induzindo que a mesma comece a produzir novas fibras de colágeno, que dão um aspecto mais firme e jovem para a região tratada.

Indicações para esse tipo de tratamento estético

Geralmente especialistas em medicina estética indicam o uso da radiofrequência para o tratamento de condições como pele flácida, diminuição de rugas e marcas de expressão, controle da celulite e estrias e até mesmo tratamento de acne.

Em todas essas situações, o aumento da produção de fibras de colágeno favorece a melhor qualidade do tecido cutâneo.

Alguns especialistas afirmam também que a radiofrequência pode ser usada para minimizar o acúmulo de gordura localizada em certas regiões, por sua capacidade de favorecer a distribuição de nutrientes pelo corpo.

Esse uso, entretanto, deve estar sempre acompanhado de dietas equilibradas e prática de atividades físicas.

Existe mais de um tipo de radiofrequência

São quatro as principais técnicas de radiofrequência que você pode utilizar com finalidade estética:

Os cuidados com a pele são essenciais para um bom resultado

Não adianta somente realizar uma sessão de radiofrequência e esperar por bons resultados. É preciso também ter a ciência de que é indispensável cuidar da sua pele após esse procedimento.

Utilize sempre os medicamentos prescritos por seu dermatologista para minimizar os desconfortos iniciais após a aplicação da técnica, nunca deixe de passar o seu protetor solar e só use cosméticos e outros produtos que foram liberados por seu médico.

Existem pessoas que não podem contar com essa técnica

Como a radiofrequência é uma técnica que faz uso de corrente elétrica de alta frequência, algumas pessoas devem evitar esse tipo de tratamento – por mais seguro que ele seja considerado para pacientes saudáveis.

Indivíduos com doenças de pele, que usam desfibriladores, marca-passo ou quaisquer outros implantes eletrônicos devem evitar a técnica.

Pacientes com tumores de manifestação maligna, com histórico de herpes, problemas de tireoide, HIV ou diabetes, também não devem realizar essa técnica. Gestantes também fazem parte dessa lista.

Agora que você sabe um pouco mais sobre radiofrequência, que tal se aprofundar mais nos conhecimentos sobre essa técnica visitando o nosso site? Tire suas outras dúvidas com a gente!

COMENTÁRIOS

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Li e aceito a Política de privacidade e autorizo a Clínica Landecker a utilizar meus dados para contato e envio de conteúdos referentes à cirurgias, estética e saúde.

Posts Relacionados

Usamos cookies em nosso site para fornecer a experiência mais relevante, lembrando suas preferências e melhorando nosso desempenho. Saiba mais.